CGA

A Convergência de Grupos Autônomos (CGA) é uma organização política baseada numa perspectiva de luta “abaixo e à esquerda”.  À esquerda por acreditar que é possível, necessário e urgente transformar radicalmente a sociedade em que vivemos, abolindo as relações de opressão – sejam elas de classe, raça, sexual, especista, entre outras. Abaixo, por saber que essa mudança só emerge da organização e luta dos movimentos populares e grupos oprimidos. As instituições do Estado e as relações Capitalistas são a própria negação dessa luta rumo a uma sociedade livre e igualitária.

Nossas inspirações e bases ideológicas vêm de várias correntes – desde anarquistas, marxistas, autogestionárias, autonomistas, feministas, anti-racistas – articuladas sem qualquer ortodoxia. O trato entre a teoria e prática se dá desde a realidade concreta das lutas e dos caminhos efetivos para uma realidade futura. Lutando desde uma realidade local em busca da emancipação global.

O objetivo da convergência é articular coletivos e iniciativas que compartilham de uma perspectiva de luta “abaixo e à esquerda”, construindo um ambiente comum para ações diretas, debates, oficinas, produção de materiais e para a articulação com lutas regionais, nacionais e globais.

A CGA se organiza de modo horizontal, contestando a lógica burocratizada e elitista por meio da qual se organizam os partidos políticos e estado. Na busca de mudanças na própria sociedade, e não nas instituições que a oprimem, lutamos, através de campanhas e intervenções diretas (ação direta), por novos modos de agir que sejam a representação da sociedade livre e igualitária que queremos construir.

A participação na CGA é aberta a todo grupos e pessoas que se identificam com seus princípios e forma de agir.

Para conhecer mais, acessar: http://cga.libertar.org/

Histórico CGA

Dando marcos à nova fase de lutas do Movimento de Resistência Global (aquele de Seatlle, Gênova, São Paulo, Buenos Aires, Korea, Africa do Sul, etc.), caracterizada pela organização de base dessas pessoas em grupos com trabalhos vinculados às comunidades, ocorrem no fim de 2003/começo de 2004 encontros de diversos grupos autônomos em diversas regiões do mundo, pautando a organização popular autônoma – depois denominada também pelos zapatistas como “abaixo e à esquerda” – como metodologia de atuação do movimento autônomo a partir de então. Encontros de grupos autônomos acontecem na Argentina, São Paulo, BH, Bolívia, etc. Podemos ver isso a partir do editorial publicado no CMI, que relata algumas dessas iniciativas:

Editorial sobre os encontros:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/01/272031.shtml

Ata do EGA em SP:

http://archives.lists.indymedia.org/cmi-brasilia/2004-March/000795.html

Pessoas do DF que estiveram tanto nesse encontro de São Paulo como no Carnaval Revolução de BH gostaram da idéia de articular a luta autônoma no DF (se é que existia alguma) a partir dessa perspectiva de organização e começam a fazer uma série de reuniões para organizar o 1° Encontro de Grupos Autônomos do DF. Pra quem achava que ele seria em maio, como na proposta original, pode ter sido grande a surpresa e ver que ele só ocorreu em setembro, ocasionado entre outras coisas por furos de local, enrolação, inexperiência e mulecagem mesmo. Todavia, vale lembrar que se não fosse a resistência, teimosia e a vontade de  acreditar nas idéias do que ainda não existe materialmente nem tem  grandes chances de dar certo, o encontro não teria rolado. Podemos ver um pouco isso nos relatos das reuniões e nos chamados pro Primeiro Encontro de Grupos Autônomos do DF:

Relatório 1ª Reunião de organização do EGA:

http://archives.lists.indymedia.org/cmi-brasilia/2004-March/000841.html

Relatório 2ª Reunião de organização do EGA:

http://mail.indymedia.org/cmi-brasilia/2004-March/000848.html

Relatório 3ª Reunião de organização do EGA:

http://mail.indymedia.org/cmi-brasilia/2004-April/000852.html

Relatório 4ª Reunião de organização do EGA:

http://archives.lists.indymedia.org/cmi-brasilia/2004-April/000861.html

Chamados 1° EGA:

http://www.midiaindependente.org/es/blue/2004/05/279310.shtml |

http://lists.indymedia.org/pipermail/cmi-brasilia/2004-August/0827-o6.html

Depois dessas reuniões todas, finalmente aconteceu o Encontro de  Grupos Autônomos do DF. A partir dos relatos que publicamos no CMI, podemos começar a ver como foi o barato. Tiramos alguns encaminhamentos e fizemos uma confraternização bacaninha. Se liga aí  nos relato, malucão aí!

– Relato curto 1° ega:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/09/291002.shtml

– Grafiti no EGA:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/09/291023.shtml

– Discussão de Genero e Feminismo no EGA:

http://brazil.indymedia.org/pt/blue/2004/09/290769.shtml

– Relatório geral 1° EGA (18/09 – encaminhamentos e etc):

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/09/291019.shtml

– Relatório geral 1° EGA (18/09 – encaminhamentos e etc):

http://www.midiaindependente.org/eo/blue/2004/09/291021.shtml

A partir do encontro tiramos encaminhamentos de como nos organizaríamos dali  pra frente. Tiramos, como consenso, que atuaríamos conjuntamente em 4 frentes: Passe Livre, Jornal Autonomia DF, Contra a  Violência policial e Contra o livre comércio. A atuação no passe livre resultou na criação do MPL; no Jornal Autonomia DF em uma primeira edição (a segunda demora, mas acho que vem). Fizemos também uma jornada contra a violência policial e uma única discussão coletiva sobre a ALCA (essas duas não caminharam muito bem, ao que me parece). Fizemos também umas açõezinhas, pequenas, mas legais pra caralho! Podemos ver um pouco mais sobre isso nos links aí:

– Jornal Autonomia DF:

http://brasil.indymedia.org/pt/red/2005/01/302641.shtml

– Panfletagem sonho real:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/03/309475.shtml

– 1ª Jornada contra a violência policial:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2004/11/294344.shtml

– Passe Livre DF:

http://www.midiaindependente.org/eo/blue/2005/02/307483.shtml

Aí passou um tempinho e começamos a ver que o lance tava meio que caducando. Foram enviados um textos reflexivos falando um pouco sobre o que achávamos daquele momento. A partir disso começamos um processo de reestruturação da CGA, que resultou em uma proposta muito bacana, mas que acabou durando pouco =/ A reflexão vai em anexo e a proposta de estrutura da CGA daquele período vai em link.

– Nova estrutura CGA:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/06/319370.shtml

Percebemos, então, que uma série de grupos já tinham surgido no DF e que poderíamos pensar em, novamente, organizar um encontro de troca de experiências que pudesse propiciar uma melhor organização da luta autônoma no DF. Fizemos então o segundo encontro de Grupos autônomos. Dentre uma série de coisas que rolaram, acho que o principal é falarmos que foram definidas três coisas: as reuniões mensais da convergência todo primeiro domingo do mês, a proposta da campanha ”Existe política além do voto” pro ano de 2006 e a proposta da organização de uma sala/espaço físico pra CGA. Aí está o chamado e a proposta da campanha:

– Chamado

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/09/328888.shtml

Desses 3 encaminhamentos aconteceu uma coisa muito surpreendente:  fizemos a reunião de outubro, novembro e dezembro da cga, discutindo as coisas todas. O problema foi que logo em janeiro de 2006 aumentou a passagem de ônibus no DF, e foi todo mundo pra rua, priorizando mais a jornada de lutas contra o aumento das tarifas que a organização ainda em construção da CGA. Ainda vale um relato melhor da luta contra o aumento das tarifas, mas acho que foi por aí. E entra então na história um pessoal muito bacaninha que já tava se organizando a um tempo e que é bem amigo nosso: o coletivo Ação Rebelde Dignidade candanga. É um pessoal que começou a se organizar no meio de 2005 e hoje em dia tá com o gás todo, desenvolvendo vários trabalhos e etc. Por conta da outra campanha do DF estavam com a proposta de organizar um encontro intergalático – DF, pra discutir as questões do Zapatismo e colaborar com a organização autônoma local. A proposta caiu como uma luva na nossa necessidade e vontade de nos organizarmos, nos já 10 grupos autônomos existentes no DF. Aconteceu o encontro intergalático, então, juntando muitas e valorosas pessoas, agora mais rebeldes.

– Editorial Sobre o Encontro Interlático:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/06/355635.shtml

– Consensos do Encontro Intergalático:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/06/355098.shtml

– Relato Encontro Intergalático:

http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2006/06/355823.shtml

A partir do E.I.DF! tiramos uma lista de 18 encaminhamentos, todos coerentes. eles, segundo decidimos, serão encaminhados na revivida  Convergência de Grupos Autônomos do DF, que agora se organiza também por meio de Delegações dos Grupos. Ocorreram já duas reuniões e, a partir daí, estamos novamente caminhando. Se vai dar certo ou não, não sei. Mas sei que estamos a cada dia mais!

Leave a Reply

Your email address will not be published.